Economia

FUNDAÇÃO RENOVA – Parceria com BrazilFoundation beneficia mais de mil pessoas na bacia do rio Doce

Mais da metade dos projetos criou postos de trabalho, além de terem aumentado a produção e a renda dos participantes .

Gerar renda, apoiar o empreendedorismo e agregar valor aos produtos e serviços. Esses foram os objetivos da parceria firmada entre a Fundação Renova e a BrazilFoundation, que beneficiou mais de mil pessoas por meio do apoio a 23 projetos de geração de renda nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A partir da parceria, 100% dos projetos apoiados implementaram melhorias em sua infraestrutura, além de outros resultados significativos. Em mais da metade deles houve aumento no volume de vendas e consumidores (58%), mais diversificação de produtos e serviços (56%), criação de novos postos de trabalho (55%), aumento na renda dos participantes (53%) e aumento da produção (52,5%).

“A parceria nos trouxe uma convicção de que, quando as pessoas são apoiadas para melhorar seu processo produtivo e obtêm ferramentas para implementar essas mudanças, elas conseguem dar um passo adiante e consolidar seus negócios”, afirma o analista de Economia e Inovação da Fundação Renova, André Mapa.

Ao todo, a Fundação Renova investiu mais de R$ 1,1 milhão em iniciativas ao longo da bacia do rio Doce, na parceria iniciada em 2019 e finalizada em dezembro de 2020.

O trabalho foi dividido em dois ciclos. No primeiro, de janeiro de 2019 a setembro de 2020, foram apoiados 13 projetos em seis municípios: Governador Valadares, Ipaba, Tumiritinga, Resplendor e Sem-Peixe, em Minas Gerais, e Baixo Guandu, no Espírito Santo. No segundo ciclo, de julho de 2019 a dezembro de 2020, foram mais dez projetos em sete municípios: Aimorés, Itueta, Resplendor, Conselheiro Pena, Iapu e São Domingos do Prata, em Minas Gerais, e Baixo Guandu, no Espírito Santo.

O principal desafio para o desenvolvimento dos projetos foi a pandemia da Covid-19, que provocou um quadro de incertezas e inseguranças na economia. O cenário trouxe muitos desafios e acabou evidenciando a relevância dessas iniciativas na ampliação das oportunidades de trabalho e renda para famílias envolvidas.

“A grande contribuição dessa parceria foi apoiar esses grupos para que eles fortalecessem sua autonomia nos processos produtivos e de geração de renda”, diz o analista da Fundação Renova.

Confira os principais resultados do 2º ciclo:

Espírito Santo

O projeto Embalando Oportunidades, da Associação dos Pequenos Produtores de Alto Bananal (APPRAB), em Baixo Guandu, trabalha com produção e embalo de quiabo.

Antes do projeto, o espaço onde era feito o processo de embalagem dos quiabos precisava de melhorias. Os produtos eram comercializados em caixas a granel, com durabilidade de apenas cinco dias, e não havia o processo de seleção de beneficiamento do quiabo. Atualmente, o espaço é adequado para o processo de embalagem e ganhou um refeitório. (Continua).

 

 Com a implementação do processo de seleção e beneficiamento do produto, houve aumento da durabilidade do alimento de cinco para dez dias, possibilitando o alcance de novos mercados. Além disso, o incremento do preço pode chegar até 75% do praticado antes do início do projeto e gerar aumento de renda. Ao todo, 32 pessoas foram diretamente beneficiadas.

Confira os demais projetos e resultados dos dois ciclos aqui.

Sobre a BrazilFoundation

A BrazilFoundation é uma organização internacional, com sedes em Nova York e no Rio de Janeiro, com atuação independente, com o objetivo de mobilizar recursos para ideias e ações que contribuam para promover igualdade, justiça social e oportunidade para os brasileiros. A BrazilFoundation busca doadores individuais e parceiros institucionais para a apoiarem.

Ao longo de 18 anos de experiência em mapear, selecionar, apoiar e capacitar organizações sociais, a BrazilFoundation percebeu que organizações pequenas e de médio porte têm muita dificuldade de acessar recursos estratégicos, que visem melhorar sua gestão e acelerar seu crescimento.

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *