carrocho esfaqueado covardemente radargeral
TV Radar

Homem covardemente esfaqueia cachorro

Vídeo abaixo, carrega em segundos.

Não há palavras pra descrever tamanha maldade que fizeram como esse cachorro.  A hipótese de que o agressor tenha agido em legítima defessa é totalmente improvável pois as pessoas da vizinhança relatam que e o cão é dócil, e demonstrou isso mesmo depois dos machucados ao aproximarmos dele. Ainda não se sabe de quem é o animal e o mesmo não aparenta ser cachorro de rua pois tem uma boa aparência.  Há alguns dias ele está dormindo na área da casa da Professora Valdelice Araújo, na Rua Projetada II no Parque das Árvores,em Brotas (SP). Local onde foi covardemente atacado.

SAIBA MAIS – Além da violência física, são considerados maus tratos contra os animais: o abandono em via pública; mantê-lo permanentemente acorrentado; não abrigar do sol e da chuva; mantê-lo em local pequeno, não higiênico e/ou sem ventilação adequada; não alimentar diariamente; negar assistência ao ferido; obrigar o animal a trabalho excessivo, etc.

 Se você presenciar algum ato de violência contra algum bichinho, faça o seguinte:

     1 – chame alguém para ser testemunha do ocorrido ou registro o que aconteceu (por meio de fotos ou filmagens);

     2 – anote o maior número de dados para instrução do processo (data, local do fato, como aconteceu, quem estava envolvido, etc);

     3 – entre em contato imediatamente com a polícia para lavrar um boletim de ocorrência ou para pegar o agressor em flagrante (é interessante dizer à polícia que se trata de um crime ambiental, condenado pela art. 32 da Lei nº 9.605, para que a polícia tenha ciência de que está tratando com uma pessoa bem informada sobre os direitos dos animais);

   4 – na delegacia deve ser lavrado um Termo Circunstanciado para abertura do inquérito policial que irá processar o crime (mantenha sempre a calma ao lidar com a polícia e relate todo o ocorrido, com a maior riqueza de detalhes possível);

     5 – se você não for tratado adequadamente pela polícia, ou se eles não seguirem o dever legal deles, entre em contato com a Corregedoria de Polícia e relate o que ocorreu, citando o nome dos policiais envolvidos.

Uma observação final é que se deve ter certeza de que há uma agressão, não basta apenas desconfiar de que alguém está judiando de um bichinho, uma vez que denunciar falso crime também tem implicações.

Apesar da pena contra esse crime seja muito branda, é extremamente importante que os responsáveis pelos maus tratos sejam responsabilizados para que passem a ter antecedentes criminais e para servirem de exemplos aos que acham que nada acontecerá contra quem mal trata animais. Não tenham medo de denunciar e fazer valer a lei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *