SAÚDE

VÍDEOS – Guedes pede que senadores ‘salvem a República’ contra a Câmara E Barroso diz que ainda é cedo para adiar eleições, além de ultimas notícias sobre o coronavírus

 Paulo Guedes apelou a um grupo de senadores com quem conversou na noite de quinta (9) para que barrem o projeto que será votado pela Câmara em socorro aos estados durante a pandemia do coronavírus, relata a Folha. (Continua).

 

  A proposta, encabeçada por Rodrigo Maia, prevê que a União destine R$ 35 bilhões para neutralizar a queda de arrecadação de ICMS por três meses, além de R$ 5 bilhões para o ISS.

  O governo já se manifestou contra o projeto, que depois de aprovado pela Câmara ainda precisará passar pelo Senado. (Continua).

 

   “Ele [Guedes] foi muito crítico ao Rodrigo Maia, ao caminho que a Câmara está seguindo. Ele chegou a falar com todas as letras: ‘Se aprovarem isso na Câmara (…), vou pedir aos meus amigos do Senado para que salvem a República’”, disse Randolfe Rodrigues, um dos participantes da conversa virtual.

 Amazonas tem maior incidência da Covid-19

 O estado do Amazonas tem o maior coeficiente de incidência da Covid-19, segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado hoje. Logo atrás estão Amapá, Distrito Federal e São Paulo.

  Em relação ao coeficiente de mortalidade, Amazonas também lidera, seguido de São Paulo e Rio de Janeiro.

  Mais cedo, Manaus anunciou que o hospital de referência da cidade para atendimento de vítimas do novo coronavírus havia saturado sua capacidade operacional.

 Na Maior Cara de Pau Porta-voz da Embaixada da China chama de ‘irresponsáveis’ ataques de bolsonaristas

 A Embaixada da China disse nesta sexta (10) que preza a boa relação com o Brasil, mas que ela ficará ameaçada caso não cessem os ataques ao país feitos por figuras importantes ligadas a Jair Bolsonaro, registra a Folha.

 “Nossas economias são muito complementares. Temos necessidades cotidianas e estratégicas para fomentar a nossa cooperação. Mas isso requer um cuidado, um carinho muito especial. Temos que colocar tijolos nessa parceria, em vez de tirar os alicerces desse edifício”, afirmou em entrevista coletiva o porta-voz da embaixada, Qu Yuhui. (Continua).

 

   Os chineses não esconderam a irritação com os ataques de Eduardo Bolsonaro e Abraham Weintraub nas redes sociais. * Irritação? Não estão na China. E a merda que causaram ao mundo?

 Barroso diz que ainda é cedo para adiar eleições

  Luís Roberto Barroso afirmou nesta sexta (10), em entrevista à rádio BandNews, que ainda é cedo para definir um possível adiamento das eleições municipais de outubro e que quem pode fazer isso é o Congresso.

  “A mudança de data da eleição depende do Congresso. Se tivermos que adiar por dois meses, que possamos realizar no primeiro domingo de dezembro”, disse o ministro do STF, que assumirá a presidência do TSE no mês que vem. (Continua).

 

   Barroso afirmou ainda que há questões técnicas a serem cumpridas até junho, como os testes das urnas. “E, quero lembrar, nunca se conseguiu provar nada contra as urnas eletrônicas.”

 AGU recorre de liminar de Lewandowski que inviabiliza suspensão de contratos de trabalho

  A Advocacia-Geral da União entrou com embargos de declaração contra a liminar de Ricardo Lewandowski que exigiu a concordância dos sindicatos nos acordos entre empregado e empresapara reduzir a jornada ou suspender o contrato de trabalho durante a epidemia do novo coronavírus.

   Ao acolher pedido da Rede, o ministro do STF praticamente inviabilizou a MP lançada pelo governo para salvar empregos durante a crise.

  No seu pedido, a AGU argumenta que “a decisão frustra a possibilidade de acesso rápido ao benefício emergencial previsto na Medida Provisória, além de causar insegurança jurídica ao deixar em aberto em qual situação temporal se enquadraria a ‘inércia sindical’ para homologação automática dos acordos”.

 Ministério da Saúde diz que 849 óbitos tiveram investigação concluída

   No boletim de hoje, o Ministério da Saúde informa também que, dos 1.056 óbitos notificados pelas secretarias de Saúde dos estados, 849 tiveram investigação concluída.

  Essas mortes tiveram como causa Síndrome Respiratória Aguda Grave. A pasta não explica se integram esse total vítimas de H1N1 e outras síndromes respiratórias.

 Crivella e Flávio Bolsonaro visitam hospital de campanha no Rio

  Em mais um gesto de aproximação entre Marcelo Crivella e a família Bolsonaro, o prefeito do Rio visitou ao lado de Flávio Bolsonaro um hospital de campanha que está sendo levantado no Riocentro para atender vítimas do coronavírus, registra o Estadão.

 Durante a visita, Crivella agradeceu pelo apoio do presidente, a quem comparou a São João Batista no deserto, “clamando por   esperança e fé em Deus”.

  O senador, por sua vez, na mesma linha do pai, defendeu o tratamento com a hidroxicloroquina, cuja eficácia contra o vírus ainda não é comprovada.

  Índia só liberou para o Brasil carregamento de hidroxicloroquina da EMS, ex-cliente de Dirceu

  O Antagonista  apurou que a Índia só libertou até o momento o carregamento de hidroxicloroquina encomendado pela farmacêutica EMS.

 Não houve liberação ainda da carga do laboratório Apsen, que produz o Reuquinol, exibido por Jair Bolsonaro em entrevistas e lives na internet.

 A Apsen é líder de mercado da hidroxicloroquina, mas a EMS parece ter mais força na burocracia do Itamaraty.

 Em uma semana, quase metade dos leitos de SP para Covid-19 foi ocupada, diz secretário

  O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou ao Estadão que, em apenas uma semana, 45% dos 1.662 leitos de baixa e média complexidade preparados para receber pacientes de Covid-19 na cidade já foram ocupados.

 “Mesmo com tudo que a gente vai instalar ainda de leitos, os dados mostram que tudo será ocupado muito rapidamente”, acrescentou o secretário.

  Segundo Aparecido, a doença causada pelo novo coronavírus já está se disseminando muito rapidamente nas periferias localizadas nos extremos da zonas leste, sul e norte de São Paulo.

 Mourão inclui assessor de Bolsonaro no Conselho da Amazônia

  Hamilton Mourão incluiu o almirante Flávio Rocha como “convidado permanente” a participar de todas as reuniões do Conselho Nacional da Amazônia. (Continua).

 

   Rocha é o atual o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência.

 Com quarentena, furtos e roubos desabam em SP, mas homicídios sobem

  Os crimes patrimoniais, como furtos e roubos, tiveram queda de até 65% no estado de São Paulo nos primeiros 15 dias da quarentena decretada pela gestão João Doria por causa do novo coronavírus, informa a Folha.

 O estudo da Secretaria da Segurança Pública, por outro lado, mostra que os homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte) subiram até 10% no mesmo período, entre os dias 20 de março e 7 de abril.  (Continua).

 

   Segundo o jornal paulistano, os dados foram comparados com as ocorrências verificadas entre 22 de março e 9 de abril de 2019.

  Com quarentena, furtos e roubos desabam em SP, mas homicídios sobem

   Os crimes patrimoniais, como furtos e roubos, tiveram queda de até 65% no estado de São Paulo nos primeiros 15 dias da quarentena decretada pela gestão João Doria por causa do novo coronavírus, informa a Folha.

  O estudo da Secretaria da Segurança Pública, por outro lado, mostra que os homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte) subiram até 10% no mesmo período, entre os dias 20 de março e 7 de abril.

  Segundo o jornal paulistano, os dados foram comparados com as ocorrências verificadas entre 22 de março e 9 de abril de 2019.

  “Embora correspondam a datas diferentes, o parâmetro escolhido compreende uma contagem de 18 dias iniciada em uma sexta-feira e concluída em uma terça e, assim, com perfil igual de dias”, escreve a Folha.

  Papa comanda a Via-Crúcis na praça de São Pedro vazia

  O papa Francisco comandou a procissão da Via-Crúcis em uma praça de São Pedro vazia por causa da pandemia do novo coronavírus.

  Foi a primeira vez que a procissão, em memória das últimas horas da vida de Jesus, não foi realizada no Coliseu de Roma desde que o papa Paulo 6º reintroduziu essa tradição, em 1964.

  Francisco assistiu à cerimônia debaixo de um dossel nos degraus da Basílica de São Pedro, enquanto dez pessoas — metade do sistema penitenciário italiano e metade dos serviços de saúde do Vaticano— carregavam uma cruz e tochas em sua direção.

 Barroso diz que ainda é cedo para adiar eleições

  Luís Roberto Barroso afirmou nesta sexta (10), em entrevista à rádio BandNews, que ainda é cedo para definir um possível adiamento das eleições municipais de outubro e que quem pode fazer isso é o Congresso.  (Continua).

 

    “A mudança de data da eleição depende do Congresso. Se tivermos que adiar por dois meses, que possamos realizar no primeiro domingo de dezembro”, disse o ministro do STF, que assumirá a presidência do TSE no mês que vem.

  Barroso afirmou ainda que há questões técnicas a serem cumpridas até junho, como os testes das urnas. “E, quero lembrar, nunca se conseguiu provar nada contra as urnas eletrônicas.”. Fontes: Folha e O Antagonista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *