Profissionais da saúde e comunidade científica tecem críticas ao governo Lula por atraso de vacinas
SAÚDE

Profissionais da saúde e comunidade científica tecem críticas ao governo Lula por atraso de vacinas

 

 

 

  

 

O governo Lula (PT) tem sido alvo de críticas devido ao atraso na aquisição da vacina atualizada contra a Covid-19. Essas críticas vêm de diversos setores, incluindo a comunidade científica e profissionais de saúde, e não se limitam ao campo político.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, um abaixo-assinado foi lançado nesta semana por esses grupos, exigindo do Ministério da Saúde a entrega das vacinas adaptadas para novas variantes e a implementação de mais medidas para fortalecer a luta contra a doença. Em 2024, a Covid-19 causou pelo menos 3.012 mortes, quase o dobro das 1.544 mortes confirmadas por dengue no mesmo período.

O texto do abaixo-assinado, publicado no site “Qual Máscara?”, critica o abandono que o país está vivendo, apesar de ser mundialmente reconhecido por suas campanhas de vacinação. O Ministério da Saúde, procurado na sexta-feira (19), não se manifestou sobre as críticas.

O documento recebeu inicialmente 15 assinaturas, mas após ser divulgado nas redes sociais, mais de 1.780 pessoas aderiram à carta. A gestão petista tem sido criticada pela falta de novas doses, uma vez que a conduta negacionista de Jair Bolsonaro (PL) na pandemia e o desdém do ex-presidente pelas vacinas foram fortemente explorados por Lula na campanha eleitoral de 2024.

A secretária de Vigilância em Saúde, Ethel Maciel, afirmou em fevereiro que a vacina adaptada à variante XBB chegaria ao Brasil no mês seguinte. No entanto, a vacina ainda não foi comprada, o que levou o Ministério da Saúde a adiar o início da campanha de imunização contra a Covid-19.

O Ministério espera fechar a compra da vacina da Moderna nesta sexta-feira (19). O Departamento de Logística da pasta já deu aval para a aquisição de 12,5 milhões de doses, por R$ 725 milhões. A expectativa é que um primeiro lote chegue ao Brasil em cerca de uma semana.

Monica De Bolle, professora de economia na Universidade Johns Hopkins e mestre em Imunologia e Microbiologia pela Universidade de Georgetown, critica o atraso na compra das vacinas. Ela afirma que a vacina bivalente, última ofertada pelo SUS, já está desatualizada e não protege corretamente contra as formas predominantes da Covid-19. Fonte: https://terrabrasilnoticias.com/2024/04/profissionais-da-saude-e-comunidade-cientifica-tecem-criticas-ao-governo-lula-por-atraso-de-vacinas/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *