SAÚDE

OUTRO VÍRUS VAZOU – Relatório: Um vírus diferente vazou de outra bio-instalação chinesa ao mesmo tempo que o COVID-19

No despertar do foco renovado sobre a plausibilidade do vazamento de laboratório de Wuhan de COVID-19, observou-se que houve um surto de um vírus DIFERENTE em outra bio-instalação chinesa na mesma época. * A China é uma ditadura imposta pelo Partido Comunista Chinês a 77 anos e atualmente o ditador Xi Ji-Ping comanda o país. * Compartilhe essa notícia para que mais pessoas saibam.

A Reuters relatou no ano passado que “a brucelose, uma doença bacteriana com sintomas semelhantes aos da gripe, infectou mais de 6.000 pessoas em um único surto no noroeste da China”.

O relatório observou ainda que “Normalmente causado pelo contato com animais, o surto em Lanzhou, capital da província de Gansu, foi devido a um vazamento em uma fábrica de vacinas, de acordo com a comissão de saúde de Lanzhou. As pessoas ainda estão sendo tratadas em hospitais, embora o surto tenha acontecido há um ano. ”

O relatório explica que o surto foi “descoberto pela primeira vez em novembro de 2019, quando alguns alunos do Instituto de Pesquisa Veterinária de Lanzhou testaram positivo para brucelose. Até o final de dezembro, pelo menos 181 pessoas no instituto haviam sido infectadas, de acordo com a autoridade sanitária provincial ”.

A bio-instalação supostamente “usou desinfetantes vencidos de julho a agosto de 2019 para fazer vacinas contra a brucelose, deixando a bactéria em seu gás residual. O gás contaminado mais tarde formou aerossóis que foram levados a favor do vento até o instituto veterinário ”.

Embora a taxa de mortalidade por brucelose seja baixa, ela pode ter sintomas permanentes, incluindo dor crônica nas articulações. (Continua).

 

 Este relatório é extremamente interessante à luz da pandemia de coronavírus e descobertas de inteligência indicando que funcionários do Instituto de Virologia de Wuhan foram hospitalizados com sintomas de COVID , com alguns de seus familiares também morrendo , em novembro de 2019.

Embora os dois eventos não estejam claramente relacionados, ele destaca como vazamentos de laboratório de patógenos potencialmente mortais não são incomuns na China, devido a padrões de segurança frouxos.

Vazamentos de laboratório aconteceram várias vezes em tais instalações na China, com o SARS  escapando duas vezes  do Instituto Chinês de Virologia em Pequim em 2004, um ano depois que sua disseminação foi controlada.

O ex-chefe do FDA, Scott Gottlieb, também defendeu que “esse tipo de vazamento de laboratório acontece o tempo todo”.

Gottlieb alertou recentemente que “Na China, os últimos seis surtos conhecidos de SARS-1 saíram dos laboratórios, incluindo o último surto conhecido, que foi um surto bastante extenso que a China inicialmente não divulgou que saiu do laboratório.”

“Só foi divulgado finalmente por alguns jornalistas que conseguiram rastrear o surto até um laboratório”, explicou Gottlieb.

Os relatórios também indicam que a China está planejando abrir dezenas de instalações biológicas nos próximos cinco anos.

O Financial Times relata que “algumas autoridades chinesas alertaram sobre a falta de segurança nas instalações existentes. Em 2019, Yuan Zhiming, diretor do laboratório BSL-4 do Wuhan Institute of Virology, escreveu uma revisão das deficiências de segurança nos laboratórios da China. ‘Vários BSLs de alto nível têm fundos operacionais insuficientes para processos de rotina, mas vitais’, escreveu Yuan, acrescentando que os custos de manutenção foram ‘geralmente negligenciados’ ”.

O relatório acrescenta que Yuan advertiu “Devido aos recursos limitados, alguns laboratórios BSL-3 funcionam com custos operacionais extremamente mínimos ou, em alguns casos, nenhum.”

Como o senador Rand Paul e o ex-diretor da CIA e secretário de estado Mike Pompeo também  advertiram recentemente , o Instituto de Virologia de Wuhan ainda está funcionando e há evidências que apontam para seu envolvimento com os militares chineses na pesquisa de armas biológicas.

As evidências científicas acumuladas que apontam para um possível vazamento de laboratório de coronavírus, bem como o histórico da China em biossegurança e seu constante bloqueio, justificam uma investigação independente adequada, o que não aconteceu.

Fonte: https://www.infowars.com/posts/report-a-different-virus-leaked-from-another-chinese-bio-lab-at-same-time-as-covid-19/. Fotomontagem: Renova Mídia – Ferguson .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *