SAÚDE

Morre Quinho do Salgueiro, uma das maiores vozes do carnaval carioca

 

Quinho foi intérprete de vários sambas-enredo do Salgueiro, incluindo ‘Peguei um ita no Norte’, em 1993.

 O intérprete Melquisedeque Marins Marques, mais conhecido como “Quinho do Salgueiro”, morreu aos 66 anos nesta quarta-feira (3). Quinho foi uma das maiores vozes do carnaval do Rio de Janeiro e deu vida a grandes sambas-enredo do Salgueiro.

“Quinho não era apenas um cantor, mas um poeta que traduzia em notas a essência da nossa escola”, publicou o Salgueiro em uma rede social.

Quinho não apenas cantou para o Salgueiro; ele viveu e respirou cada nota, cada batida do coração acelerado da bateria. Ele personificou o espírito salgueirense, e sua ausência deixa um vazio indescritível”

Quinho foi afastado do carnaval do último ano para tratar um tumor na uretra. Ainda assim, o nome dele foi lembrado durante o desfile pelo carro de som, que foi batizado como “Quinho do Salgueiro”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *