SAÚDE

LINHARES ES – Sobe para 39 o número de casos de “Vírus chinês” ; China começa a mandar no Brasil ao se queixar de críticas ao seu governo que causou toda essa desgraça ao mundo e é aberto inquérito contra ministro no STF (Logo onde) por racismo

 Mais 3 casos de contaminados com covid-19 foram registrados em Linhares, no Norte Capixaba, conforme consta no site da Secretaria de Estado da Saúde (SESA-ES). Agora,  são 39.

Em menos de 24 horas ES tem mais de 100 profissionais da Saúde infectados. Em Linhares, os casos estão assim distribuídos: (Continua).

  Interlagos: 11

Araçás:  8

Jardim Laguna: 4

Aviso: 3

 Córrego Japira: 3

Três Barras: 3

 Centro: 2

Planalto: 2

BNH: 1

 Juparanã:  1

ÓBITO: 1

CURADOS DOS SINTOMAS – 14

 TESTES REALIZADOS: 12.343

Weintraub se torna primeiro ministro de Bolsonaro alvo de inquérito no STF, ferindo artigo 5.º no que se refere a liberdade de expressão. É a força e o poder da China em nossa democracia ( com o STF ?)

 Celso de Mello autoriza PGR a abrir investigação contra titular da Educação por crime de racismo em razão de post que gerou crise diplomática com a China

   O ministro da Educação, Abraham Weintraub se tornou na noite de terça-feira 28 o primeiro ministro do governo Jair Bolsonaro a virar formalmente alvo de investigação no âmbito do Supremo Tribunal Federal – e por crime de racismo. O ministro Celso de Mello determinou a abertura de inquérito para investigar Weintraub, após pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR). (Continua).

 

  Até então, havia outros ministros alvos de investigação, mas apenas nas Justiças estaduais, como Marcelo Álvaro Antonio (Turismo) – no episódio que ficou conhecido como “laranjal do PSL” – e Ricardo Salles (Meio Ambiente), que se tornou réu na Justiça de São Paulo por improbidade administrativa por ato praticado quando era secretário estadual no governo Geraldo Alckmin PSDB).

 O presidente Jair Bolsonaro também se tornou nesta semana alvo de investigação no STF em razão das acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), em inquérito autorizado também pelo ministro Celso de Mello.

   No início de abril, Weintraub utilizou de forma correta e justa  um de seus perfis nas redes sociais para afirmar  que a China, primeiro epicentro de coronavírus no mundo, se beneficiaria propositalmente da crise causada pela pandemia, em episódio que gerou forte reação do governo chinês.

Bolsonaro critica decisão de Alexandre na frente de ministros do STF

  O presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou, nesta quarta-feira (29), a decisão de Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem como diretor-geral da Polícia Federal (PF). (Continua).

 

  Diante do presidente do STF, Dias Toffoli, e do ministro Gilmar Mendes, Bolsonaro comentou sobre a “decisão monocrática” de Alexandre:

 “Respeito o poder Judiciário. Respeito suas decisões. Mas nós, com toda certeza, antes de tudo, respeitamos a nossa Constituição. O senhor Ramagem, que tomaria posse hoje, foi impedido por uma decisão monocrática de um ministro do STF.” (Continua).

  Bolsonaro disse ainda que esse “sonho meu e mais dele brevemente se concretizará”

“Eu gostaria de honrá-lo no dia de hoje dando-lhe posse na Polícia Federal. Um homem à altura de representar e de ser o chefe da segurança do chefe da Presidência. Creio essa ser uma posição honrada para o senhor Ramagem. E gostaria de honrá-lo no dia de hoje dando-lhe posse como diretor-geral da Polícia Federal. Tenho certeza que esse sonho meu e mais dele brevemente se concretizará, para o bem da nossa Polícia Federal e do nosso Brasil.” (Continua).

 

  As palavras de Bolsonaro foram proferidas durante cerimônia de posse de André Mendonça como ministro da Justiça e Segurança Pública e de José Levi como ministro-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU).

Em 24 horas ES tem mais de 100 profissionais da saúde infectados

  Em 24 horas, o Espírito Santo teve mais 100 profissionais da saúde contaminados pelo novo coronavírus, segundo o painel de dados do governo estadual, chegando a 729 trabalhadores — que, em sua grande maioria, estão na linha de frente do combate à pandemia.

 Do total de profissionais, 71 possuem problemas de coração, 27 possuem diabetes, 23 sofrem de problemas pulmonares e 17 de obesidade — comorbidades que podem agravar a evolução dos quadros.

 Esse número alto já despertou a atenção do Sindicato dos Médicos do Estado, que decidiu realizar blitze em hospitais da Grande Vitória, com foco em pronto atendimentos e pronto-socorros. Na mira, a sobrecarga de trabalho e a falta de equipamentos de proteção individual. .

 O Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo, por sua vez, já recebeu denúncias de profissionais relatando a falta de oferta de testes da Covid-19 para enfermeiros e técnicos, e também o uso discriminado de máscaras e equipamentos de proteção de baixa qualidade.

 Enquanto as denúncias são apuradas, uma morte já foi registrada entre esses profissionais. (A Tribuna-ES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *