SAÚDE

Gripe: Linhares (ES) inicia a vacinação de mais um grupo prioritário

Linhares, no Norte do Espírito Santo,  iniciou nesta quarta-feira (9), em todas as unidades de saúde do Município, a vacinação contra a gripe de mais um grupo prioritário. *Compartilhe essa notícia para que mais pessoas saibam.

 As 32 salas de vacinação funcionam de acordo com a rotina de cada unidade (as unidades mantêm uma rotina e os horários de funcionamento das salas de vacinação podem variar de uma unidade para a outra). (Continua).

 

Termina hoje (19) o 1º. Festival de Cultura e Gastronomia de Linhares, que começou na sexta-feira na Praça 22 de Agosto, na Rua da Conceição, no Centro de Linhares, Norte do Espírito Santo radargeral.com

 Neste novo grupo estão inseridas as pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento e das forças armadas.

Os funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas serão vacinados de acordo com cronograma definido junto às instituições.

Os idosos com 60 anos acima, professores das escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas, além dos trabalhadores da saúde que ainda não receberam a dose da vacina devem se dirigir até a unidade de saúde mais próxima de sua residência. (Continua).

 

 Linhares já vacinou quase 17 mil pessoas

Até o momento, Linhares já vacinou 16.796 pessoas, sendo que deste total, 8.153 são crianças; 5.308 são idosos; 1.813 são trabalhadores da saúde; 954 gestantes; 378 professores, além de 153 puérperas. É importante destacar a necessidade do intervalo de 14 dias de aplicação entre as vacinas anticovid e contra a gripe, conforme orientação do Ministério da Saúde.

A meta do Município é vacinar 58.355 pessoas e atingir 90% dos grupos prioritários, de acordo com o que preconiza o Ministério da Saúde. Até o momento, 28,7% deste público prioritário foi vacinado.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Saulo Rodrigues Meirelles, a vacina contra a influenza não protege contra o coronavírus, porém auxilia os profissionais de saúde na exclusão de diagnóstico da gripe, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes. Além disso, a imunização contra a gripe ajuda a diminuir a procura por serviços de saúde, permitindo melhor atendimento às pessoas. Foto Felipe Tozato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *