Megyn Kelly fala sobre ser alvo da Moderna após divulgar os efeitos colaterais da vacina COVID
SAÚDE

Famosa jornalista fala sobre ser alvo da Moderna após divulgar os efeitos colaterais da vacina COVID (VÍDEO)

 

 

Em um episódio recente de seu podcast , a jornalista Megyn Kelly revelou que a gigante farmacêutica Moderna ficou chateada com ela por revelar os efeitos colaterais que sentiu após receber a vacina Moderna COVID-19.

O Gateway Pundit relatou anteriormente que Megyn Kelly falou sobre enfrentar um problema autoimune recém-descoberto após a vacinação.

“Lamento ter tomado a vacina, embora seja uma mulher de 52 anos, porque acho que não precisava dela”, disse Kelly durante seu podcast no ano passado.

“Acho que teria ficado bem. Já peguei COVID muitas vezes e já fazia muito tempo que a vacina estava fazendo o que deveria estar fazendo”, acrescentou ela. Suas preocupações intensificaram-se depois que um exame físico de rotina revelou um problema autoimune, um novo desenvolvimento para Kelly.

Ela contou a sua conversa com um reumatologista de renome em Nova Iorque, que reconheceu uma possível ligação entre a sua vacinação e os problemas de saúde subsequentes.

“Pela primeira vez, testei positivo para um problema autoimune em meu exame físico anual. E fui ao melhor reumatologista de Nova York e perguntei a ela: você acha que isso pode ter a ver com o fato de eu ter tomado o maldito reforço e depois ter recebido COVID em três semanas? E ela disse que sim. Sim. Eu não fui o único com quem ela viu isso”, disse Kelly.

Durante uma entrevista com Glenn Greenwald, Kelly investigou uma investigação do jornalista Lee Fang, que supostamente revelou o descontentamento da Moderna com a divulgação dos efeitos colaterais.

De acordo com Kelly, a investigação de Fang revelou a consternação de Moderna com seus comentários públicos sobre sua saúde pós-vacinação.

“Moderna ficou muito, muito chateada, entre outras coisas, com o fato de eu ter dito neste programa que depois de tomar minha terceira injeção de Covid, meu reforço, que você precisava para operar em Nova York para fazer qualquer coisa, eu desenvolvi um resultado positivo em um teste autoimune que meu clínico geral me deu”, disse ela.

Kelly disse que a Moderna a atacou por ampliar as preocupações, o que poderia contribuir para a crescente apreensão em torno das vacinas.

“Fui alvo da Moderna, que está muito preocupada com a possibilidade de isso aumentar a preocupação crescente em torno de doenças autoimunes após a vacinação contra a COVID-19”, disse Kelly.

Ela citou outras figuras públicas, incluindo Alex Berenson, Russell Brand, Michael Schellenberger e Dr. Jay Bhattacharya, que também levantaram questões sobre as vacinas e enfrentaram resistência semelhante.

“Aparentemente, anexaram internamente um relatório dos Institutos Nacionais de Saúde destacando uma ligação entre as vacinas COVID e questões autoimunes.”

“Eles estão admitindo internamente que é um problema, mas estão chateados por eu estar falando sobre isso e Alex Berenson, Russell Brand, Michael Schellenberger e Dr. Jay Bhattacharya porque não querem que isso seja discutido”, disse Kelly.

Ela criticou os principais meios de comunicação pela sua conformidade com a narrativa preferida pela Big Pharma, sugerindo uma relutância em informar sobre complicações relacionadas com a vacina. (Continua).

 

 

*Espaço aberto queira a Moderna se manifestar.

Foto e fonte via: https://www.thegatewaypundit.com/2024/01/megyn-kelly-speaks-being-targeted-moderna-after-publicizing/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *