Rio Bananal (ES) e outros dez municípios podem encerrar gestão com gastos com pessoal acima do limite legal; no Norte, Rio Bananal é o único
Política

Rio Bananal (ES) e outros dez municípios podem encerrar gestão com gastos com pessoal acima do limite legal

Dado é resultado de análise feita pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) e tem como base o Painel de Projeções da Corte.

O Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) revelou, nesta quarta-feira (31), que uma consulta ao Painel de Projeções da Corte apontou que 10 prefeitos capixabas tendem a chegar ao final de seus respectivos mandatos com gastos relacionados à folha de pagamento de pessoal acima do limite legal.

No mesmo relatório, o Tribunal ressalta que outros dois municípios tendem a ficar no limite prudencial e cinco no limite de alerta.

Na avaliação aplicada pelo TCES, o limites legais são superados quando os gastos com pessoal representam mais que 54% da Receita Corrente Líquida (RCL) do município.

As prefeituras que tendem a ultrapassar esses índices, conforme o Tribunal, são: Alegre; Anchieta, Barra de São Francisco, Guarapari, Ibitirama, Pedro Canário, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul e Santa Maria de Jetibá. Já no limite prudencial, os gastos ficam entre 51,3% e 54% da RCL. O  Painel de Projeções anota as prefeituras de Águia Branca e Atílio Vicácqua, respectivamente, como as que podem chegar a essa situação. *Espaço aberto às prefeituras caso queiram se manifestar. Fonte e foto via: https://folhavitoria.com.br/politica/noticia/01/2024/dez-prefeitos-do-es-podem-encerrar-gestao-com-gastos-com-pessoal-acima-do-limite-legal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *