Política

LULA, QUE PRESENTE, HEIN? – ‘Presente’ de Lula a Chávez deu prejuízo de US$ 14 bi à Petrobras, diz TCU; Evo tomou a Petrobrás na Bolívia, outro prejuízo de US$ 1,5 bilhão – êita Lula

 ‘Presente’ de Lula a Chávez deu prejuízo de US$ 14 bi à Petrobras, diz TCU.

 Segundo Robson Ronin, da coluna Radar, da Veja, “Tribunal decidiu responsabilizar diretores que atuaram na decisão de construir Abreu e Lima”.

 Conforme o jornalista, “o TCU  decidiu recentemente responsabilizar diretores da Petrobras pelo prejuízo de 14 bilhões de dólares na construção da Refinaria Abreu e Lima”.

 De acordo com o jornalista, “o Tribunal fez o que pode (no caso, pegar os bagrinhos ligados formalmente ao negócio), mas quem deveria pagar mesmo essa conta mesmo é Lula, que mandou construir o monstrengo para agradar a Hugo Chaves”.

Evo Moralez, é bom lembrar, invadiu com seu exército e  tomou a usina da Petrobras em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Lula nada falou, nada fez, quetou o bico, se escondeu, não viu e nem quis  saber. Pareceu até coisa combinada entre os amigos Lula e Evo.

 A Gazeta do Povo, em 07/10/2015, publicou o seguinte: “Lula, o entreguista. Ao confessar ter combinado antecipadamente com Evo Morales a expropriação de unidades da Petrobras na Bolívia, o ex-presidente mostra que ele vê o patrimônio estatal como se fosse propriedade pessoal”.
“À medida que o tempo passa, mais se sabe quem é, de fato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O exemplo mais recente data da última segunda-feira, quando, em palestra em São Paulo para uma plateia formada por partidos de esquerda, ele abertamente confessou ter “doado” para a Bolívia as instalações que a Petrobras mantinha naquele país para extração de gás. A camaradagem já havia sido combinada com o ainda então candidato à presidência boliviana, Evo Morales – que, eleito, meses depois de sua posse pôs suas tropas para confiscar o patrimônio brasileiro, em maio de 2006”.

“Foi bem simples, segundo relato do próprio Lula: “O Evo me perguntou: ‘como vocês ficarão se nós nacionalizarmos a Petrobras?’ Respondi: ‘o gás é de vocês’. E foi assim que nos comportamos, respeitando a soberania da Bolívia”. O presente que Lula deu à Bolívia valia nada menos do que US$ 1,5 bilhão. E agora se sabe também que a ocupação militar das refinarias não passou de uma patética encenação para dar pretexto à colossal e despropositada oferenda”.

“É tosco o raciocínio de Lula para justificar a doação. Ele não tinha o direito, senão pisando sobre a soberania do país que governava, de alienar um bem do Estado. É de se perguntar: a seguir seu entendimento, bastaria deslocar nossos navios de guerra para tomar dos estrangeiros as plataformas instaladas para explorar o “nosso” petróleo? Evidentemente, nenhuma das opções pode nem sequer ser aventada por um chefe de Estado. No mundo civilizado devem prevalecer regras contratuais de direitos e deveres que regulam as relações entre nações”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *