Polícia

VÍDEO ABSURDO – Médico mata bandido que tentava invadir seu apartamento para defender sua família e ainda é autuado em flagrante por homicídio culposo

Um homem invadiu um apartamento na rua Madeira de Freitas, na Praia do Canto, em Vitória (ES), e foi morto a facadas pelo dono do imóvel, um médico de 47 anos. (Continua).

 

   O ato de defesa do médico em se defender e a também a sua família,  aconteceu por volta das 22 horas de quarta-feira (25). A residência fica no primeiro andar de apartamentos, sendo que há dois andares de garagem. (Continua).

 Os vizinhos dos prédios ao lado filmaram o momento em que o homem tentava entrar pela varanda da residência, que é de um casal de médicos. No momento de defesa do médico , o casal estava em casa com os dois filhos, de 13 e 10 anos. No vídeo, é possível ver que o casal entra em luta corporal com o suspeito. (Continua).

  Moradores da região contaram para a polícia que o suspeito teria invadido vários prédios do bairro até chegar na varanda do médico. Ele e a mulher, 46, tentaram empurrá-lo com um cabo de vassoura, mas o homem conseguiu rasgar a tela de proteção e entrar.

 O médico contou para os policiais que, para proteger a família, pediu para a mulher buscar uma faca na cozinha. Ele golpeou o suspeito, que morreu no local.

 Um morador do prédio ao lado, que estava em casa no momento do crime, contou que o suspeito apresentava sinais de que estava sob efeitos de drogas.

 “Ele primeiro pulou no jardim do prédio e ficou andando por lá, depois saiu e ficou na calçada pedindo ajuda, andando de um lado para o outro, pedindo para chamar a polícia. Ele estava transtornado dizendo que tinha alguém perseguindo e querendo matar ele, mas a rua estava vazia”, relatou o engenheiro agrônomo, de 31 anos, que não quis se identificar.

 O suspeito tentou pular no prédio do engenheiro, mas sem sucesso. “Acho que ele tinha usado muita droga e estava alucinado. Não parecia que era um ladrão, parecia mais que estava tentando se proteger da alucinação mesmo. Mas não julgo o casal”, declarou o engenheiro.

 O casal prestou depoimento na 1ª Delegacia Regional de Vitória. O médico foi autuado em flagrante por homicídio culposo e foi liberado após o pagamento de fiança no valor de R$ 800. Que absurdo  o médico ser ainda autuado em flagrante por homicídio em defender a sua família e ainda pagar fiança. Esse é o Brasil de todos nós. Se o rapaz estava sob o efeitos de drogas, campanhas e conselhos de familiares e amigos  é que não faltam para que não se envolvam com essas porcarias. O Delegado deveria ter interpretado como legítima defesa, ainda mais que haviam uma criança de dez anos e um adolescente de 13 em casa.  Com informações de A Tribuna (ES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *