Polícia

PC investiga invasão hacker em sistema da Câmara de Linhares

A PC  investiga um possível ataque cibernético que teve como alvo a Câmara de Linhares na última quarta-feira (6).

 

  O Legislativo municipal  registrou um boletim de ocorrência para informar que o sistema de informática da Casa foi invadido e todos os arquivos foram corrompidos. Para devolvê-los, de acordo com o presidente da Casa, Ricardo Bonomo (SD), os hackers exigiram 7 mil bitcoins, que é um tipo de moeda virtual. Com a cotação do dia, o valor era equivalente a mais de R$ 252 milhões. (Continua).

  O montante representa 34% do orçamento do município de Linhares, que para este ano é de R$ 736,8 milhões. Segundo informado pelo Legislativo, os criminosos deixaram apenas um endereço de e-mail, sem dar detalhes de como exatamente o pagamento deveria ser feito. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.  (Continua).

 

  De acordo com Carlos Magno Teixeira, técnico em informática efetivo da Câmara, todo o conteúdo virtual do Legislativo foi criptografado pelo hacker – o que impede o acesso aos dados por meio da construção de códigos específicos de segurança.(Continua).

   

  Ainda segundo o técnico, não há como descobrir quem fez ou de onde partiu o ataque. Consequentemente, o trabalho dos vereadores e dos servidores da Câmara de Linhares continuava afetado até esta terça-feira (12), já que o sistema interno foi comprometido. Por causa da ação criminosa, todos tiveram os acessos ao sistema suspensos e não há previsão de quando a situação será normalizada. Com informações de A Gazeta.

Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *