Polícia

Mensagens para o celular da esposa de vigilante pode ter sido a causa de seu assassinato em Povoação, em Linhares

  Mensagens que teriam sido enviadas para o aparelho celular da   esposa  do  vigilante Arlei Machado Coutinho, podem ter sido a causa de sua morte na último sábado (26) em Povoação, Distrito de Linhares.

  Segundos populares e amigos de Arlei, o suspeito do crime – seu  nome não foi revelado – estaria mandando mensagens amorosas para a esposa da vítima. (Continua após o anúncio).

  Na hora em que tomou conhecimento, Arlei teria pedido ao acusado para parar de enviar mensagens a esposa, momento em que o criminoso  sacou da cintura uma arma e fez um disparo que acertou o olho do vigilante. Arlei morreu pouco segundos depois. (Continua após o anúncio).

 O crime aconteceu dentro de um conhecido bar de Povoação. A morte do vigilante chocou os moradores da Vila, onde ele e a sua família são bastante queridos. Conforme ainda populares, o suspeito é conhecido em Povoação popr arrumar confusão em bares onde frequenta. Segundo populares, Arlei e o suspeito eram amigos de infância. O suspeito do crime ainda não foi preso pela polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *