Polícia

Empresário de Guriri foi morto porque tinha dívidas de R$ 300 mil com cigano

Dobre seu capital em 30 Dias!

Os policiais também apreenderam o celular que o suspeito teria utilizado para ligar para vítima e atrai-la para o local do crime.

A Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão do suspeito de matar o empresário Alessandro de Freitas, de 44 anos, em um lote baldio, no dia 24 de abril deste ano. Ivison Flavio dos Anjos Sousa, de 30 anos foi detido na manhã desta quinta-feira (11), dentro de sua residência na Ilha de Guriri, em São Mateus.

Segundo as investigações da Delegacia Especializada em Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, responsável pelo caso, os dois homens tinham negócios juntos e a motivação do crime eram dividas que a vítima possuía com o autor, um valor aproximado de R$ 300 mil.

Além da prisão, durante a ação os policiais também apreenderam o celular que o suspeito teria utilizado para ligar para vítima e atrai-la para o local do crime. “O empresário estava interessado em comprar um lote, e o suspeito disse à vítima que iria apresentar um lote na Ilha de Guriri. Chegando ao local ele executa a vítima sem direto de defesa.” disse.

Ivison Flavio dos Anjos Sousa será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, por dissimulação e por recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima. O suspeito foi ouvido e seguiu para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *