Polícia

CASO VEREADOR PRESO – delegado diz que o crime pode ter motivação política, já que Soprani denunciava e fiscalizava políticos do município; delegado quebrou sigilo eletrônico dos acusados

 O acusado de matar o ex-candidato a vereador, Jonas Soprani (foto de capa) , ligou antes e depois do crime para o vereador de Linhares, Waldeir de Freitas Lopes.  *  Compartilhe essa notícia para que mais pessoas saibam.

Após a quebra do sigilo eletrônico dos acusados, a Polícia Civil identificou ligações feitas por Cosme Damasceno, motorista que participou do crime, ao vereador por um aplicativo de mensagens.  (Continua).

 

 Waldeir, acusado de ser o mandante

 “O vereador de Linhares Waldeir de Freitas Lopes foi preso em cumprimento de mandado de prisão. Pedimos a quebra dos dados eletrônicos dos acusados e encontramos ligações feitas entre eles no dia do homicídio, em horários próximos ao crime e depois de ter sido consumado”, disse o delegado Tiago Cavalcanti, o “Batman dos Foras da Lei”,  responsável pelas investigações.

 O delegado ainda afirma que motorista e vereador tem muitas conexões, inclusive fotos juntos e registros de visitas ao gabinete na Câmara. (Continua).

 

 De acordo com Cavalcanti, o crime pode ter motivação política, já que Soprani denunciava e fiscalizava políticos do município.

O motorista, que foi preso junto com o irmão gêmeo no último dia 20 de julho, confessou a participação no crime durante depoimento. (Continua).

 

Além disso, a Polícia Civil já colheu depoimentos de testemunhas e apreendeu as roupas usadas pelos acusados no momento do crime.

O delegado afirma que outras prisões ainda podem ser feitas no decorrer das investigações. Um dos atiradores, identificado apenas como Dudu, ainda está foragido. (Continua).

 

 

  Apontado como o mandante do crime, o vereador de Linhares Waldeir de Freitas Lopes foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária na última quinta-feira (29) em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Além dele, a Polícia Civil prendeu os irmãos gêmeos Cosme e Damião Damasceno no último dia 20 de julho  no bairro Vila Merlo, em Cariacica. Eles são apontados como os responsáveis pelo homicídio de  Jonas. Fonte: A Tribuna. Fotos: Redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *