165 mortos em brumadinho radargeral
Polícia

Até este domingo, 165 mortes pela barragem da Vale que ruiu haviam sido confirmadas; 165 pessoas seguiam desaparecidas.

Dobre seu capital em 30 Dias!

Com ajuda de cães farejadores, bombeiros trabalham no 17º dia de buscas em Brumadinho.

Com a ajuda de 19 cães farejadores, os trabalhos de buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), entraram no 17° dia neste domingo (10). Até o momento, 165 mortes foram confirmadas e 165 pessoas seguem desaparecidas.

Onze aeronaves são usadas, além de 35 máquinas. Os trabalhos começaram às 8h. Segundo o Corpo de Bombeiros, o efetivo neste domingo soma 352 militares, sendo 150 de Minas Gerais, 129 de outros estados, 64 da Força Nacional e 09 voluntários.

Segundo os bombeiros, os trabalhos se concentram na usina ITM, na área administrativa – refeitório, casa e estacionamento –, na área da ferrovia, em áreas de acúmulo de rejeito. Buscas também são feitas no Rio Paraopeba. São 35 equipes em campo.

O tenente-coronel Eduardo Ângelo, do Corpo de Bombeiros, afirmou neste sábado (9) que a área de buscas foi dividida em quase 200 micropontos. “Um detalhe que é importante a gente salientar é que a gente iniciou a partir de hoje, desde já, o trabalho dentro das quadrículas, que são micropontos dentro do campo, aonde a gente vai começar a atuar e fazer varredura de toda a área. A nossa expectativa é que, dentro em breve, a gente consiga varrer toda área à medida que a gente for encerrando as quadriculas”, explicou.

Posto de comando muda de local

Por duas semanas, o posto de comando das operações de busca em Brumadinho funcionou em uma faculdade particular, localizada na entrada do município.

De acordo com o governo de Minas Gerais, com início do ano letivo na instituição previsto para esta segunda-feira (11), as instalações que abrigam a coordenação das equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Polícia Civil e outros órgãos serão transferidas para um clube do município neste sábado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *