Polícia

ASSASSINATO DE CLÁUDIO EM LINHARES: ” Não há ligações com o trabalho na Justiça Federal”

Claudio foi morto com vários disparos de pistola 9 milímetros na garagem da casa onde morava no bairro Colina, na terça-feira (5/02) da semana passada.

A Polícia Civil de Linhares, no Norte Capixaba,  descartou qualquer ligação do assassinato do servidor público federal Claudio Henrique Batista, 42 anos, com o trabalho que ele desenvolvia na Justiça Federal no município.

Segundo o delegado André Costa, o autor do crime agiu sozinho no dia do crime. “Pelo que apuramos até agora, podemos garantir que o assassino sabia o exato momento em que a vítima chegaria em casa e se preparou para cometer o crime. O atirador estava sozinho no carro e provavelmente deixou o motor do veículo ligado para fugir mais rápido após a execução. Assim que disparou contra Claudio, o assassino embarcou no veículo pelo lado do motorista, o que confirma que ele teria agido sozinho”, disse o delegado. O carro usado pelo suspeito no dia do crime já foi identificado.

Mesmo descartando qualquer ligação da morte de Claudio Henrique Batista com o trabalho dele na Justiça Federal, o delegado André Costa não revelou qual a linha de investigação que está sendo adotada pela polícia, afirmando apenas que se trata de um crime de mando. Com informações de Norte Notícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *