Geral

Morte de professor em Vila Velha: amarração de bobinas estava irregular, diz polícia

As primeiras análises da carreta envolvida no acidente que levou à morte do professor Mauro Cezar Mauro Celso Azevedo Guimarães, de 44 anos, indicam falhas no transporte das bobinas levadas pelo veículo. De acordo com a polícia, a amarração do material foi feita de maneira incorreta.

Das oito bobinas transportadas, apenas três estavam amarradas e de maneira diferente da exigida pelas normas de segurança. As outras cinco bobinas estavam soltas, de acordo com a polícia.

O motorista da carreta, que entrou em estado de choque com a morte do professor, foi levado à delegacia, para esclarecimentos.

A moto conduzida por Mauro Celso foi atingida por uma bobina que se desprendeu da carreta. Ele morreu no local. O acidente aconteceu no final da manhã desta quarta-feira (9), por volta das 12 horas, na avenida Vale do Rio Doce, a poucos metros da sede da Polícia Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *