Geral

MORRE JORNALISTA – que republicou artigo desejando a morte de Bolsonaro por Covid-19; faleceu por complicações da Covid-19

  “Em oito de julho de 2020, Fábio Campana republicou em seu blog um artigo que alardeava o desejo pela morte do presidente Jair Bolsonaro”. *Compartilhe essa notícia para que mais pessoas saibam.

 “O texto intitulado “Porque torço para que Bolsonaro morra”, de autoria do jornalista Hélio Schawartsman, da decadente  Folha de São Paulo, foi republicado na íntegra no blog de Canpana”. (Continua).

 

 

Hélio Schawartsman: jornalista  que desejou a morte de Bolsonaro. O jornalismo profissional está há um passo da rede de esgoto mais próxima por causa da militância nas redações nos últimos anos. Querem pensar por você e dizer o que é certo ou errado. Viraram até “médicos”, condenando e politizando  o tratamento precoce utilizado por centenas de médicos em todo o mundo. Com um vírus super inteligente, tudo é experimento no momento, até as vacinas  – mas há ainda excelentes jornalistas que honram a profissão sem apelar para o extremismo. A bagunça está assim, em vez de estarmos todos unidos: Contra o presidente? Contra o tratamento precoce. Prostituíram a palavra “Ciência”.

 

“Jair Bolsonaro está com Covid-19. Torço para que o quadre se agrave e ele morra. Nada pessoal.”, “dizia o primeiro parágrafo”.

  “Na sequência, num amontoado odioso de palavras, o desejo macabro era descrito”.

  “Algo insano, inaceitável e desumano. No último sábado (29)  Fábiio Canpana morreu de complicações do Covid-19”.

  “Em 25 de março, quando tomou a primeira dose da Coronavac, ele brincou”: “Vacinado. Se virar Jacaré, me deixem no Parque Tingui”. (Continua).

 

 “Ele foi internado no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba (PR), no dia 26 de maio e não resistiu”. Que Cristo tenha recebido Canpana de Braços abertos e confortado familiares e amigos. Fonte: Jornal da Cidade On Line. Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *