Geral

EM LINHARES (ES) – prefeitura e organizações da sociedade civil se unem na campanha Linhares Sem Fome para doações de alimentos

Doações de alimentos já podem ser feitas em quatro postos autorizados. Quem quiser participar basta levar um ou mais dos itens da cesta, sendo prioritários arroz, feijão, óleo, fubá, leite em pó, açúcar e sabonete. (Continua).

 

 

 

 A Prefeitura de Linhares, por meio da secretaria municipal de Assistência Social, abraçou a campanha ‘Linhares Sem Fome’ para arrecadar itens de cesta básica para organizações da sociedade civil que atuam nas regiões de vulnerabilidade social do Município. A campanha é uma iniciativa das Obras Sociais Salesianas e conta com a parceria do Posto Ouro Negro, dos supermercados Oriundi e Grassi, e da Agência para o Desenvolvimento de Linhares (Adel).

As doações de alimentos não perecíveis já podem ser feitas em quatro postos autorizados: supermercados Oriundi e Grassi, Posto Ouro Negro e na sede da secretaria municipal de Assistência Social, no centro de Linhares. A campanha ‘Linhares Sem Fome’ vai apoiar a população em maior vulnerabilidade social por conta dos efeitos da pandemia da Covid-19.

As equipes da secretaria municipal de Assistência Social atuarão como facilitadoras, recebendo as doações e organizando a logística de distribuição para as organizações parceiras. Quem quiser participar basta levar um ou mais dos itens da cesta, sendo prioritários arroz, feijão, óleo, fubá, leite em pó, açúcar e sabonete. A distribuição final dos alimentos e itens arrecadados é de responsabilidade dos parceiros da campanha.

As doações também podem ser feitas em qualquer valor em dinheiro por meio do aplicativoo Pix do seu banco. A chave da campanha Linhares Sem Fome é o CNPJ 13.940.800/0001-34. Após digitar o valor da doação, confira se os dados da tela são do Instituto Abequar, também conhecido como Projeto Vó Maria, no bairro Shell.

O coordenador do Projeto Avó Maria, Claiton Haroldo Monte, explica como surgiu a ideia. “A campanha Linhares Sem Fome parte do diálogo aberto com empresários, as lideranças comunitárias e as entidades socioassistenciais do Município. Vamos fazer a ponte entre qualquer um que queira ajudar e quem mais está sofrendo com a fome causada pela Covid-19. É o poder público em união com a população e organizações da sociedade civil, cada um fazendo a sua parte para minimizar a insegurança alimentar nas regiões mais vulneráveis da nossa cidade”.

O prefeito de Linhares Guerino Zanon (Foto abaixo)  destaca que do início da pandemia até o início deste ano, houve um aumento muito significativo da pobreza extrema, o que ele considera, de um marco trágico. Ele aponta que dados da secretaria municipal de Assistência revelam que 5.677 famílias linharenses vivem em situação de extrema pobreza, e sobrevivem com uma renda de até R$ 89 per capita, e 9.239 famílias em situação de pobreza, que vivem com uma renda de R$ 89 a R$ 178 per capita. (Continua).

 

 “A crise desencadeada pela Covid-19 piorou as condições. Apesar da injeção de recursos, como o auxílio emergencial do Governo Federal e o auxílio recém-lançado pelo Governo do Estado do Espírito Santo, sabemos que as famílias mais pobres consomem 100% do que recebem”, detalha.

A secretária municipal de Assistência Social, Luciana Mantovanelli Amorim, explica que a campanha Linhares Sem Fome vem para fortalecer e ampliar as doações, em parceria com as organizações que já atuam nessas áreas.

“Um dos nossos objetivos é também fazer com que as pessoas criem um senso de fraternidade e despertar o respeito humano, sensibilizando as pessoas para a dor do outro. Sabemos que a fome não é um fenômeno natural e que a pandemia vêm afetando de forma significativa os linharenses de menor renda”, disse.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *