Geral

ARMAS – Com o avanço de pautas da esquerda, americanos compram 2,2 milhões de armas somente em março

Com o estímulo e avanço de pautas da esquerda nos últimos meses, os americanos compraram cerca de 2,2 milhões de armas somente no mês de março deste ano. Segundo a Small Arms Analytics and Forecasting, esse é o segundo maior número deste mês do ano já registrado. (Continua).

 

 Ainda no ano passado, as vendas de armas de fogo nos EUA atingiram a marca de quase 23 milhões de unidades comercializadas.

Normalmente, as vendas são impulsionadas por recreação e segurança, porém, nos últimos meses, o povo americano tem se preocupado com o aumento das medidas governamentais para controlar o direito de se defender com armas de fogo. Algumas pessoas chegaram até mesmo a se mudar para estados mais favoráveis ​​à liberdade de armamento.

A atleta Kim Rhode, seis vezes medalhista olímpica de tiro ao alvo, processou em abril de 2018 Xavier Becerra, então procurador-geral da Califórnia e atual secretário de Saúde e Serviços Humanos do presidente Joe Biden.

Segundo Rhode, a restrição no estado à compra de munição significava que ela não tinha munição suficiente para seu treinamento.

Em março de 2020, ela não conseguiu se classificar para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Rhode declarou que a proibição de munição teve “um efeito definitivo em meu treinamento”.

“A restrição de munição não apenas interferiu e, em alguns casos, eliminou, a capacidade dos atiradores competitivos de obter munição, mas também, e talvez tão importante, atiradores recreativos”, declarou Chuck Michel, advogado de Rhode. Fonte e foto: Terça Livre,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *