Geral

ALERTA – Óleo chega as praias de Linhares, Conceição da Barra e São Mateus em até 15 dias

A previsão, é do professor de oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Agnaldo Martins, poderão ser seriamente impactadas em Povoação, Regência, Barra Nova, Urussuquara, Guriri, Itaunas e Conceição da Barra. Martins afirmou que a substância oleosa pode ser considerada o maior desastre marinho dos últimos anos

As prefeituras de Conceição da Barra, Linhares e São Mateus estão se articulando junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) para ações caso o óleo chegue ao litoral capixaba. (Continua após o anúncio).

 

  De acordo com André Tebaldi, Secretário de Meio Ambiente de Conceição da Barra, foi instituído um Gabinete de Crise para planejar e executar ações antecipadas, caso os resíduos afetem o município.

“Estamos acompanhando a elaboração do Plano de Contingência Estadual, mas já estamos com ações preventivas em curso em nível local, como treinamento de equipe própria, voluntária e terceirizada para agir de forma organizada, sob a Coordenação da Defesa Civil Municipal”, afirmou. (Continua após o anúncio).

  A Prefeitura de Linhares, por meio de nota, informou que a secretaria municipal de Meio Ambiente já mantém contato com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) para a unificação de informações e de ações preventivas a serem adotadas, caso as manchas de óleo atinjam o litoral de Linhares.

O secretário de Meio Ambiente de São Mateus, Ricardo Louzada, informou que, além de estar trabalhando em conjunto com a Seama, fez reunião com o Conselho Gestor da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Barra Nova e tem um acordo com a Transpetro. (Continua após o anúncio).

  “A Transpetro disse que há um plano de emergência, se o município precisar, a Petrobras em São Mateus pode ajudar com redes e boias”, afirmou.

 O governo do Estado e a Marinha do Brasil se articulam para a condução do Plano de Emergência, criado para construir ações preventivas sobre o óleo que avança na costa do nordeste brasileiro.

É que o material chegou ao litoral sul da Bahia, no município de Ilhéus, a cerca de 500 quilômetros da costa capixaba, acendendo um alerta sobre a contaminação do litoral do Espírito Santo.

Na tarde de ontem  (21), representantes do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Defesa Civil, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Capitania dos Portos se reuniram para traçar as ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *