Geral

18 VÍDEOS – Pesqueiros chineses no mar do Equador deixar Marinha em alerta; Empresas dos EUA deixarão Brasil caso Huawei participe da 5G – super certos, ou é aliado, ou não contra o perigo comunista; Huawei rouba propriedade intelectual, alerta Todd Chapman; números coronavírus no Norte e Noroeste Capixaba hoje (29) e outras notícias

  Em 24 horas, o Espírito Santo registrou 28 novas mortes e 1.179 casos foram confirmados (Continua).

Com a atualização dos dados, o número de óbitos provocados pela covid-19 subiu para 2.490 e o de casos confirmados para 80.647. Ao todo, 64.239 pacientes se recuperaram da doença.

As informações foram divulgadas hoje  (29), no Painel Covid-19, plataforma digital da Secretaria de Saúde do Estado (SESA-ES).

Linhares 4.271 ; Colatina 3.539; Aracruz 2. 293;  São Mateus 1.314;  São Gabriel da Palha 802; Nova Venécia 601; Sooretama  523; Baixo Guandu 479; Ibiraçu 364; Pancas  341; Pinheiros 307; João Neiva 304;  Barra de São Francisco 298; Jaguaré 299;  Marilândia 289; Vila Valério 288; Jaguaré 283; Boa Esperança 266; Pedro Canário 255; Águia Branca 195; Rio Bananal 183; São Domingos do Norte 179; Conceição da Barra 168; Mantenópolis 149; Montanha 123; Água Doce do Norte 115; São Roque do Canaã 116; Alto Rio Novo 109; Lindenberg 103; Itaguaçu 60;  Laranja da Terra 62 ; Ponto Belo 43; Vila Pavão 47; e Mucurici, 34.

 

Brasil terá nota de R$ 200  a partir de agosto (Continua).

 

 O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200 (duzentos reais). A expectativa é que a nova cédula entre em circulação a partir do final de agosto deste ano. 450 milhões de cédulas devem circular no país.

De acordo com o Banco Central, a nova cédula trará o lobo-guará (Foto acima). em seu verso.

 

 

Aras tem legitimidade para criticar a Lava Jato, diz Maia – se  Maia está defendendo não é coisa boa (Continua).

 “A impressão que me dá é que não gostam de ser fiscalizados muitas vezes”, diz Maia.

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, legitimou a iniciativa do procurador-geral da República, Augusto Aras (Foto acima), de fazer críticas à operação “Lava Jato”.

Em entrevista à emissora Bandeirantes, nesta quarta-feira (29), Maia declarou:

“Acho que o procurador tem muito mais informações do que nós temos para fazer a crítica e o alerta.”

Maia acrescentou:

“A crítica que eu faço é a seguinte: o Ministério Público é um órgão fundamental para nosso País. Mas a impressão que me dá é que não gostam de ser fiscalizados muitas vezes. Eu não vejo como funcionam o sistema de controle no momento em que o procurador-Geral, que é o responsável por todos os MPs, não deve na opinião deles, ter acesso a informações.”

 

 

SUPER CERTO O TRUMP – Empresas dos EUA deixarão Brasil caso Huawei participe da 5G (Continua).

 “Eu diria que represálias não, consequências sim”, diz embaixador sobre participação da Huawei na 5G do Brasil.

Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil, afirmou que a participação da Huawei na implementação da rede 5G do país pode gerar “consequências”.

Em conversa com O Globo, publicada nesta quarta-feira (29), Chapman foi questionado se o Brasil sofreria “represálias” caso permitisse a participação da empresa da China na implementação da 5G. Ele respondeu:

“Eu diria que represálias não, consequências sim. Cada país é responsável por suas decisões. As consequências que estamos vendo no mundo é que há um receio de empresas que estão baseadas na propriedade intelectual de fazer investimentos em países onde essa propriedade intelectual não seja protegida.”

O embaixador explicou melhor:

“Primeiro, a informação não estará segura. A qualquer hora, o governo chinês pode pedir à Huawei que a informação seja mandada a eles. O segundo ponto é que, ao fazer um investimento, você tem que decidir para onde vai. Os que estão investindo em farmacêuticos, em software, olham isso. Nossa economia é baseada em serviços. A maior exportação dos EUA é inteligência, propriedade intelectual. Temos que proteger nossa propriedade intelectual. E o Brasil tem que fazer o mesmo. Ou vai continuar exportando produtos primários, e não de alta tecnologia.”

 

 

 

 

Huawei rouba propriedade intelectual, alerta Todd Chapman (Continua).

 

 “Muitos países já decidiram excluir a Huawei por questão de segurança”, diz embaixador dos EUA.

O governo dos Estados Unidos está em uma ofensiva global contra o avanço da China, a segunda maior economia do mundo, em especial na área tecnológica.

Depois de impor restrições à gigante tecnológica Huawei, como a proibição de compra de componentes fabricados por empresas americanas, os EUA pressionam seus aliados a impedir que a companhia entre em suas redes 5G.

Em conversa com O Globo, o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, disse que a “seleção de fornecedores do 5G” pelo governo Jair Bolsonaro deve focar na “segurança nacional”:

“Muitos países já decidiram excluir a Huawei por questão de segurança, como Austrália, Japão e Inglaterra, por exemplo. E esse número é crescente porque mais pessoas estão fazendo a mesma análise, vendo o comportamento da Huawei de roubar propriedade intelectual.”

E acrescentou:

“A Inglaterra disse que vai tirar tudo da Huawei de seu sistema nos próximos anos. E isso vai custar um pouco de dinheiro, mas não tanto como as pessoas estão falando. Na Europa, para substituir todo o equipamento da Huawei em 5G serão US$ 3,5 bilhões. São US$ 7 por usuário.”

 

Deixem nossas crianças em paz, diz deputada sobre livro LGBT de XUXA (Continua).

 

 A deputada estadual Rosane Felix (PSD), que é presidente da Comissão dos Direitos da Criança, Adolescente e Idoso na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), repudiou a intenção da apresentadora Xuxa Meneghel de lançar livro com temática LGBT para crianças, conforme noticiado pelo Conexão Política.

Segundo a Veja Rio, a deputada afirmou que buscará medidas para impedir que o livro chegue às crianças e afirmou que a publicação é uma tentativa de doutrinação.

“Para ensinar o amor e o respeito ao próximo não precisa escrever livro LGBT. Isso se aprende com boas maneiras dentro de casa e na escola. Já não basta a pedofilia, a exploração sexual infantil e agora isso? Deixem as nossas crianças em paz!”, disse a parlamentar.

E completou: “Elas precisam ser incentivadas a brincar, jogar bola, andar de bicicleta, brincar de pique, de boneca! Criança não tem que ser induzida a pensar em sexo ou sexualidade”.

 

China compra Consciences e empresta US $ 1 bilhão à América Latina para vacinas – começa lá e tem de pagar, é pouco ainda, muito pouco – boicotem seus produtos, querem dominar o mundo e impor suas ideologias, executam pessoas, vendem órgãos de prisioneiros, perseguem cristãos e outras minorias, conforme denuncias nas redes sociais aos montes (Continua).

 

O coronavírus se originou em Wuhan e começou a se espalhar pelo mundo. Posteriormente, foi declarada uma pandemia, e o regime chinês não parou de mover seus cartões diplomáticos para limpar sua imagem, uma vez que é o principal culpado dessa tragédia. A administração de Xi Jinping doou (e também vendeu) máscaras defeituosas e danificadas e suprimentos médicos. Agora, emprestará dinheiro à região para “comprar doses da vacina COVID-19”. (Continua).

 

Alguns dirão que este é “um gesto agradável da China”, mas a realidade é que os empréstimos chineses carregam consigo um interesse sombrio que vai além da limpeza de sua imagem através da má administração do surto inicial do vírus.

Um artigo de Emmanuel Rincón publicado aqui no PanAm Post , intitulado China “compra” metade da África, expande o território para conquistar o mundo , revela como o regime comprou as consciências dos governos africanos para aumentar a influência no continente africano e em organizações multilaterais . O que a China está fazendo? Empresta grandes somas de dinheiro, tanto que o regime já emprestou mais dinheiro aos países em desenvolvimento – especialmente na África – do que às grandes instituições financeiras do mundo: o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional e todos os outros governos do mundo. (Continua).

 

 Esses empréstimos chineses têm uma fachada atraente, mas internamente trazem muitos problemas para seus devedores. Cerca de 60% desses empréstimos são concedidos com menos garantias, mas a maioria possui taxas de juros mais altas e vencimentos mais curtos. Qual é o resultado disso? Esses países não podem pagar suas dívidas ao regime chinês de sua renda por vários motivos: pobreza, necessidades básicas não atendidas ou corrupção. Então, os governos não têm escolha a não ser entregar seus recursos naturais ou econômicos aos interesses da China. Além disso, eles precisam ser votos seguros para o Partido Comunista Chinês (PCC) em todos os votos multilaterais que sejam do interesse do governo Xi Jinping.

Foi o que aconteceu no ano passado na votação para a liderança da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), onde Qu Dongyu, ex-vice-ministro de finanças do PCC e membro do Comitê de Política Monetária do Banco Popular da China , ganhou a liderança geral da organização. O voto dos países africanos desempenhou um papel crucial.

A eleição de Qu como diretor da FAO foi um grande golpe para a União Europeia e os Estados Unidos, porque expôs a perda de influência do Ocidente na ONU e confirmou que a ONU agora é um braço do Partido Comunista Chinês por causa da influência de longo alcance desta última. . Isso ficou claramente evidente nos últimos meses com a relação OMS-China durante a pandemia de coronavírus.

Qual é o plano da China para a América Latina?

A China tem no seu bolso agências multilaterais e os principais financiadores do mundo, combinados com a interferência no continente africano. A gigante asiática pretende continuar comprando consciências na região com o empréstimo para comprar vacinas e a promessa de que seus tratamentos serão “universalmente acessíveis”.

O anúncio foi feito em uma reunião co-presidida pelos governos da China e do México e com a presença de países da América Latina e do Caribe. O objetivo era discutir a cooperação internacional contra o COVID-19 e seus desafios decorrentes da emergência de saúde global.

A videoconferência contou com a presença do ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, e do ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi. Os outros países – Argentina, Barbados, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Panamá, Peru, Trinidad e Tobago e Uruguai – participaram com representação diplomática.

O ministro das Relações Exteriores do México anunciou em uma conferência do Palácio Nacional que o México está analisando e participando de vários projetos que permitirão a aceleração do desenvolvimento, produção e acesso a doses de vacinas contra o coronavírus. O ministro das Relações Exteriores também disse que um dos objetivos do acesso ao patógeno é distribuir dois bilhões de vacinas entre 77 países e que a vacina chegará a tempo em seu país.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores do México, Wang Yi disse que a vacina desenvolvida na China “será um bem público de acesso universal e que seu país fornecerá um empréstimo de um bilhão de dólares para apoiar o acesso dos países da região”.

Em última análise, é tudo sobre perspectiva. Alguns dirão que esse empréstimo da China será uma coisa boa para a América Latina e o Caribe, mas é preciso ler as letras pequenas do acordo e compará-lo com o histórico disponível: o que aconteceu com os países que tomaram empréstimos do regime chinês, como a Venezuela e os países africanos? Acabaram à mercê do país asiático. Este pode ser o primeiro passo para a América Latina destacar a influência do PCCh. – Emmanuel Alejandro Rondón , do Panm Post.

 

 

 

Partido Democrata (a esquerda americana)  se opõe a facilitar a mudança de regime na Venezuela (Continua).

 

Um rascunho da plataforma de Joe Biden, que será adotado no próximo mês, afirma: “Os Estados Unidos não devem impor mudanças de regime a outros países”.

 Mais de cinco milhões de venezuelanos escaparam da fome, perseguição e pobreza que prevalecem desde que o socialismo tomou o poder no país. Em resposta, o governo Trump impôs sanções econômicas aos responsáveis. Enquanto isso, porém, o Partido Democrata dos EUA rejeita a “mudança de regime” em um esboço publicado na terça-feira passada que será adotado no próximo mês. (Continua).

 

Venezuelanos

 

“Os Estados Unidos não devem impor mudanças de regime a outros países”, diz a plataforma preliminar do Partido Democrata, onde os democratas “rejeitam [mudanças de regime] como o objetivo da política americana”. Eles aplicam essa lógica à Venezuela e ao Irã.

Da mesma forma, o Partido Democrata “rejeitará a fracassada política do presidente Trump na Venezuela, que serviu apenas para consolidar o regime ditatorial de Nicolás Maduro e exacerbar a crise humanitária e de direitos humanos”.

“Os democratas acreditam que a melhor oportunidade para resgatar a democracia na Venezuela é através de pressão inteligente e diplomacia eficaz, não ameaças vazias e belicosas”.

Uma parte da plataforma preliminar refere-se a Cuba. Nesse ponto, esclarece que reverterá a política do governo Trump em relação à ilha. (Continua).

 

A declaração dos democratas de não incentivar a mudança de regime “parece ser uma vitória para uma coalizão de grupos progressistas de política externa que divulgou uma carta aberta na semana passada pedindo à futura liderança democrata que” se oponha aos esforços ilegais dos EUA para derrubar à força governos estrangeiros “. para o interesse nacional .

Stephen Miles, diretor executivo do Win Without War, um dos signatários da carta aberta, elogiou a decisão do Partido Democrata: “Estamos felizes em ver o Partido Democrata rejeitar a política fracassada de mudança de regime”. (Continua).

 

Uma das organizações que assinou a carta aberta, enviada em 14 de julho à presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, é a CODEPINK, conhecida por simpatizar abertamente com o regime de Nicolás Maduro e por sabotar atos da oposição venezuelana em solo americano. Panam Pos – Mamela Fiallo Flor é tradutora do PanAm Post . Professora universitária, tradutora e intérprete, é co-fundadora do Partido Libertário de Cuba.

OS ADVOGADOS DE TOGA DITADORES, VERGONHA NACIONAL – Dias Toffoli defende bloqueio de perfis nas redes sociais (Continua).

 

“Se isso estivesse ocorrendo em plataformas tradicionais, os acionistas estariam sendo responsabilizados”, diz Toffoli.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, defendeu, nesta terça-feira (28), o bloqueio de perfis nas redes sociais de investigados no inquérito das fake news.

Durante uma videoconferência sobre liberdade de expressão promovida pelo jornal digital Poder 360, Toffoli declarou:

“A rede social que difunde manifestações de maneira oculta, sem saber quem é o autor, de forma anônima ou através de mecanismos, chamados de robôs, de retransmissão, e que difundem ataques a instituições, ataque à democracia, que propõe volta de AI-5, que propõe fechar o STF —para ficarmos aí no âmbito do inquérito [das fake news]—, não se pode ter a suspensão em nome da liberdade de expressão do veículo pelo qual eles fazem essa transmissão?”

O presidente do STF completou:

“Se isso estivesse ocorrendo em plataformas tradicionais, os acionistas estariam sendo responsabilizados.”

O ministro Alexandre de Moraes tirou do ar perfis de aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro, das redes sociais na última sexta-feira (24).

 

100% de chance  em conseguir: Câmara pede ao Supremo anulação de buscas contra Paulinho (Continua).

Após Senado impedir buscas em gabinete de Serra, Câmara pede ao STF anulação de ação contra Paulinho. (Continua).

 

 A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF), na última sexta-feira (24), uma ação para que sejam anuladas as buscas e apreensões no gabinete do deputado federal Paulinho da Força (SD-SP).

Endereços ligados ao parlamentar, incluindo seu apartamento funcional em Brasília, também foram alvos da operação da Polícia Federal (PF).

Na reclamação enviada ao STF, segundo a revista Exame, a Mesa Diretora afirma que qualquer ação do tipo contra parlamentares “somente pode ser determinada pelo Supremo Tribunal Federal, devendo posteriormente ser submetida à respectiva Casa para deliberação”.

A medida da Câmara vem depois de o Senado Federal ter pedido e conseguido barrar, graças a uma decisão do ministro Dias Toffoli, presidente do STF, o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP).

 Exército e DNIT avançam recuperação da BR-135 no Maranhão

  “Seguimos firmes o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com o Estado”, diz Freitas.

 O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, informou, nesta segunda-feira (27), que a BR-135, no Maranhão, está passando por uma obra de recuperação.

O trabalho está sendo feito pela proveitosa parceria entre Exército Brasileiro e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

“Os resultados começam a surgir”, celebrou Freitas, em mensagem na rede social Twitter.

“Restauração avança no trecho entre Periz de Baixo (Bacabeira) e ponte da Estiva. Seguimos firmes o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com o Estado”, acrescentou ele.

Bolsonaro ironiza ‘pacto’ proposto por governador comunista  do Maranhão 

 “Continua com o Estado fechado”, diz Bolsonaro sobre o governador do PCdoB.

 O presidente da República, Jair Bolsonaro, ironizou, nesta terça-feira (28), o pedido feito na véspera pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), para que ele lidere um “pacto nacional pelo emprego” no Brasil.

Em conversa com apoiadores na frente do Palácio da Alvorada, sem citar Dino nominalmente, Bolsonaro declarou:

“Governador agora quer que eu faça um pacto pelo emprego, mas ele continua com o Estado fechado.”

O chefe do Executivo estava se referindo à medidas de distanciamento social adotadas para tentar frear a disseminação da pandemia do coronavírus.

A conversa foi transmitida na internet pelo canal  Foco do Brasil, que costuma acompanhar esses encontros.

 

 

Por Sabrina Martín – do Panan Post

Mais poder para o ELN: Maduro entrega prisioneiros e território a guerrilheiros colombianos (Continua).

 

O grupo guerrilheiro colombiano ELN continua a ganhar luxos e privilégios enquanto toma o território venezuelano sob o olhar complacente do regime de Nicolás Maduro.

Uma reportagem da jornalista Sebastiana Barráez revelou que mais de 170 guerrilheiros do ELN circulam livremente em Seboruco, uma cidade em Táchira, um estado na fronteira com a Colômbia.

 Os guerrilheiros são acompanhados por prisioneiros de várias prisões do país. Seus chefes estão viajando em vans de luxo e também estão equipados com armas de guerra, “incluindo rifles e pistolas”. (Continua).

“Eles chegam em pequenos grupos, acompanhados por vários combatentes e prisioneiros de várias prisões do país, a quem eles forçam a fazer trabalho comunitário”, disse Barráez.

O jornalista explica que o regime de Nicolás Maduro, através do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), está impondo a presença de guerrilheiros na região. Eles também estão exigindo que os conselhos comunitários organizem reuniões para que possam explicar por que estão lá. Eles alegam “estar lá para ajudar a comunidade porque estão em um estado de vulnerabilidade”.

Mas a presença e o poder do ELN não são vistos apenas no estado de Táchira. O estado de Apure, que também faz fronteira com a Colômbia, abriga membros e líderes dos guerrilheiros colombianos, incluindo Jaime Galvis Rivera, apelidado de “Ariel”, que, segundo Infobae , vive em uma fazenda protegida por “pelo menos três anéis de segurança. “

Para o regime, os paramilitares, o ELN e as FARC são frentes defensivas porque não confiam no exército venezuelano, que decidiu gradualmente destituir.

O fato de membros do ELN estarem acompanhados de prisioneiros na Venezuela não é surpreendente. Deve-se lembrar que, de acordo com os relatórios de inteligência colombianos , a ministra chavista de assuntos penitenciários da Venezuela, Iris Varela, seria o elo entre o regime de Maduro e os rebeldes colombianos.

O ELN está a serviço da Venezuela como um grupo paramilitar, assumindo praticamente as mesmas funções que os coletivos armados do Chavismo. Além disso, eles se apropriaram da exploração de ouro naquele país com o consentimento do Chavismo.

Segundo o vice-venezuelano Américo De Grazia, o ELN tornou-se o parceiro comercial ilícito de mineração do regime de Maduro.

De Grazia alegou que o ELN extrai ouro, diamantes e coltan, processa cocaína e está envolvido na coleta de suborno, extorsão e seqüestro nos estados de Bolívar, Amazonas, Apure, Táchira e Zulia.

Do luxo à documentação ilícita

Javier Tarazona, pesquisador e professor venezuelano que está no exílio depois de ter evidências da relação entre o regime e os guerrilheiros colombianos, mostrou evidências da presença maciça das FARC e do ELN no território venezuelano.

“Desde 2002, as FARC se tornaram uma alidade dos que estão no poder. Por um lado, assinaram o acordo de paz na Colômbia e, por outro, partiram para a Venezuela. Eles saíram com famílias, propriedades; eles compraram fazendas em Zulia, Tachira, Apure, Bolívar, Amazonas. Guerrilheiros colombianos estão presentes em 17 estados da Venezuela ”, afirmou o especialista.

Tarazona acrescentou que o mandato na Venezuela é “entregar armas ao Exército de Libertação Nacional (ELN), às FARC e à gangue Los Pelusos .

Em 2018, quando a Colômbia prendeu Luis Felipe Ortega Bernal, conhecido como “Garganta”, descobriu-se que o líder do ELN tinha uma identidade falsa, documentos venezuelanos e até uma carteira de identidade nacional chavista, que o identificou pelo pseudônimo de Gabriel Alberto Ariza. “

O pseudônimo “Garganta” foi listado pela Interpol como “um comando político e militar do ELN, responsável por coordenar a execução de ações criminosas no corredor de fronteira de Arauca e Amparo”.

Recentemente, também foi revelado que o regime de Maduro concedeu a nacionalidade venezuelana a Álvaro Díaz Tarazona, também conhecido como Edward, um guerrilheiro colombiano do Exército de Libertação Nacional (ELN).

Iván Simonovis, comissário especial de segurança e inteligência da presidência interina de Juan Guaidó, confirmou que o chefe de guerrilha colombiano era nacionalizado na Venezuela e, como prova, mostrou a carteira de identidade que lhe foi concedida com o número 25.712.140.

Uma consulta no Centro Nacional Eleitoral (CNE) mostra que o guerrilheiro agora tem o direito de votar na Venezuela no estado de Apure, especificamente na Escola Primária Bolivariana Caño Regreso.

Pesqueiros da China perto de Galápagos coloca Equador em alerta

 

Embarcações chineses costumam explorar a pesca na região, em águas internacionais, o que é permitido.

A Marinha do Equador está em alerta desde a última semana por causa da presença de cerca de 260 navios pesqueiros, cuja maioria tem bandeira da China, nas proximidades das ilhas de Galápagos.

O governo equatoriano tenta evitar que as embarcações entrem na reserva marinha das ilhas Galápagos, como já ocorreu em 2017, quando um dos navios foi flagrado com 300 toneladas de tubarões-seda e outros animais marinhos.

O ministro da Defesa do Equador, Oswaldo Jarrin, declarou:

“Estamos em alerta, [realizando] vigilância, patrulhando para evitar um incidente como o que aconteceu em 2017.”

Caso haja uma invasão do território equatoriano, o ministro disse que as Forças Armadas do Equador já alertaram à China que vai fazer “prevalecer seus direitos marítimos” sem distinção de bandeira.

Com informações de Folha Vitória (ES), Renova Mídia, Conexão Política e Panm Post. Fotos e vídeos: Redes sociais.

 

CONTINUA –  Esse é “O Cara” do momento – pobre juventude

 

CONTINUA –  Falou tudo

 

CONTINUA –  A perseguição a corajosa médica que denunciou a “Falsa Ciência”

 

 

CONTINUA –  O convite

 

CONTINUA – Essa garota mandou bem

 

CONTINUA – Pois é…

 

CONTINUA –   Haja óleo de Peroba

 

CONTINUA –  Não sei onde foi

 

CONTINUA – O País das sacanagens. Até quando nós vamos permitir isso?

 

CONTINUA – Vamos compartilhar o link para chegar as autoridades

 

CONTINUA –  Nova Pandemia

 

CONTINUA – Vídeo banido da redes sociais

 

Continua – Trump fala a verdade

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *