Economia

Linhares pode receber refinaria

  Empresários capixabas querem aproveitar projeção de  aumento da oferta de petróleo em terra e construir uma refinaria.  Também uma  empresa alemã também pretende implantar uma unidade no Estado.

  Ainda não está definido o local de implantação da minirrefinaria. Duas áreas são consideradas: “pode ser no Sul do Estado, no Porto Central, em Presidente Kennedy,  que poderia servir de ponto de abastecimento para os navios. Também há vantagem em ser no Norte, em Linhares, aproveitando incentivos da área da Sudene. (Continua após o anúncio).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 O objetivo é aproveitar o aumento na exploração de petróleo em terra (onshore) no Norte do Espírito Santo, que deve aumentar nos próximos dez anos, segundo informações do Ministério de Minas e Energia. A capacidade de processamento da planta será de dez mil barris por dia. Empresa alemã também demonstrou interesse em implantar outra refinaria por aqui.  A retomada desses campos pode gerar R$ 3 bilhões em investimentos em Linhares, Sooretama, São Mateus e Jaguaré. (Continua após o anúncio).

 

 

 

 

 

 

 

 

  O gerente do Fórum Capixaba de Petróleo e Gás (FCP&G), Durval Freitas, afirmou para o portal A Gazeta, de Vitória, que os empresários capixabas se reuniram na quinta-feira (24) com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) para discutir a viabilidade do empreendimento. “Nossos derivados e petróleo, seja gasolina, diesel, querosene ou bunker (combustível de navio) vêm de fora. Se temos o óleo aqui, por que não melhorar essa cadeia?”, disse em evento do Encontro Nacional do Reate 2020 em Vitória, nesta sexta-feira (25). Ainda não há previsão do tamanho do investimento.

Um comentário em “Linhares pode receber refinaria”

  1. Eu apoio essa iniciativa dos impresario capixaba pois sai do esperito santos para são Paulo ainda muito jovem por motivo falta de emprego e para sair da roça hoje estou realizando.moro na cidade de Pindamonhangaba SP pretendo voltar para meu estado em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *