radargeral.com quero quero laticinios colatina es
Economia

Leite caixinha dispara nos supermercados em Linhares; setor afirma que já começou a cair o preço

Dobre seu capital em 30 Dias!

A caixinha do leite era encontrada por até R$ 1,99, mas disparou atingindo o valor de RR 4.45.

Anderson Grassi, o Andrão, do Supermercados Grassi, um dos mais tradicionais de Linhares,  disse que “a última greve dos caminhoneiros fez com que muitos produtores perdessem a produção e o preço subiu”.

A dona de casa Simone Santos Silva disse que se assustou com o atual preço
Simone

Nos últimos sessenta dias o preço do leite longa vida disparou nas gôndolas dos supermercados em Linhares, assustando consumidores que até reduziram a quantidade na compra do produto. No período, a caixinha do leite era encontrada por até R$ 1,99, mas disparou atingindo o valor de RR 4.45. Adalberto Marques, Gerente de produção do Laticínios Colatina, em Colatina, no Norte Capixaba, e uma das gigantes do setor no estado, que comercializa os produtos com a marca Quero-Quero, explicou que isso “tende a ser normal nessa época do ano, onde tradicionalmente ocorre um período de estiagem, reduzindo as chuvas e, com isso, cai a produção e o preço aumenta ao consumidor. “Já registramos uma queda de 20% no preço, mas a partir   de agosto o preço irá cair ainda mais. Na primeira quinzena de junho ouve um acréscimo de 25% no preço do leite, mas na segunda quinzena de julho já reduziu 25”,

preço do leite vai abaixar radargeral.com portal noticias de linhares es
Supermercados em Linhares

disse. Anderson Grassi, o Andrão, do Supermercados Grassi, um dos mais tradicionais de Linhares,  disse que “a última greve dos caminhoneiros fez com que muitos produtores perdessem a produção, por não ter como escoar o leite das fazendas , e isso impactou nos preços atuais”. Conforme Andrão ainda, “uma alta nessa época do ano é natural, por causa da estiagem que atinge as pastagens”,acredita. A dona de casa Simone Santos Silva disse que se assustou com o atual preço e passou a comprar leite em pó: “Comprava caixa fechada de longa vida, mas compro agora ele em pó, na promoção, que sai mais em conta”, afirma.

SAIBA MAIS –  A produção brasileira de leite  deve crescer em 2017, em relação ao ano anterior, voltando ao patamar dos 35 bilhões de litros, atingido em 2014. A cotação do leite pago ao produtor vem caindo desde o pagamento de junho de 2017. Em novembro, considerando a média nacional, a cotação caiu 1,6% na comparação mês a mês, queda de 8,2% em valores nominais frente a igual período de 2016. O Laticínios Colatina recebe atualmente pelo menos 100 mil litros de leite, oriundo de regiões produtoras de todo o Estado. O produtor vem recebendo, em média, de R$ 1.10 a R$ 1.70 por litro do produto. Emprega cerca de 130 pessoas e comercializa 15 produtos da marca Quero-Quero. Um de seus queijos já ganhou vários prêmios internacionais graças a seu sabor e qualidade.  O leite longa vida precisa de um ambiente quase hospitalar para ser fabricado. Para começar, as pessoas que participam da linha de produção usam luvas, jalecos e máscaras e os equipamentos são esterilizados – ou seja, submetidos a um tratamento à base de água quente e produtos químicos, que apaga qualquer presença de microorganismos. Além disso, as salas onde esse tipo de leite é feito são isoladas, para evitar contaminação. Tudo isso serve como preparativo para evitar que bactérias intrusas coloquem por água abaixo a parte mais importante do trabalho: a esterilização do leite. É por

quero quero laticinios colatina es radargeral.com portal noticias em linhares es
Quero Quero em Colatina

causa dela, aliás, que o longa vida é conhecido como “leite UHT” – a sigla significa ultra high temperature (“temperatura ultra-alta”, em inglês). O nome se justifica: na linha de montagem, o leite escorre por chapas de metal superaquecidas, alcançando 145 ºC durante dois segundos. Os primeiros supermercados apareceram há mais de 70 anos nos Estados Unidos. O dono do título de primeiro supermercado é o King Kullen, inaugurado em 1930 pelo empresário americano Michael Cullen. A estratégia do pioneiro era simples: ele comprou um galpão industrial, adaptou o lugar para vender comida e deixou que as pessoas se servissem sozinhas. E tinha um detalhe importante: os preços eram bem mais baixos que nos antigos armazéns, onde os funcionários entregavam a mercadoria nas mãos dos clientes – o autoatendimento, aliás, é a característica que distingue um radargeral.com quero quero laticinios colatina essupermercado dos outros tipos de loja que comercializam alimentos. Em apenas seis anos, Cullen faturou alto e conseguiu abrir mais 16 filiais pelo estado de Nova York. (mais fotos abaixo).

 

 

 

 

radargeral.com quero quero laticinios colatina es
Um dos produtos da Quero Quero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *