Economia

FÁBRICA – Aracruz (ES) vai receber fábrica de fertilizantes de R$ 65 milhões para atender Suzano

 

 

 

 

 

A Adufértil, parceria da Suzano desde 1998, vai instalar a misturadora em uma área de aproximadamente 90 mil m2, mapeada para expansão das operações em Portocel, e próxima à fábrica da Suzano, em Aracruz.

A operação, que tem previsão de ser iniciada em 2026, será fundamental para concentrar no Espírito Santo toda a cadeia de fertilizantes da Suzano: desde a importação de matérias-primas até a mistura e distribuição. Os fertilizantes serão destinados para as florestas de eucalipto da companhia dentro do estado, além de Minas Gerais e Bahia.

Outra vantagem é que a operação da misturadora de fertilizantes vai reduzir o raio de abastecimento de fertilizantes da Suzano no Sudeste, trazendo benefícios significativos não apenas econômicos, mas também ambientais. A Suzano planta diariamente 1,2 milhão de árvores em diversas localidades do Brasil e é uma das grandes consumidoras de fertilizantes do país.

O gerente executivo de Operações Florestais da Suzano, Carlos Alberto Nassur, aponta que a cadeia logística reforçará a competitividade da operação, pela integração e proximidade entre porto e fábrica.

“Boa parte do fertilizante que utilizamos em nossos plantios florestais passará a chegar pelo Portocel, o que contribui para fortalecer o nosso porto e, sobretudo, a economia de Aracruz e do Espírito Santo, por meio da geração de tributos, trabalho e renda”, destaca.

Para o Portocel, que receberá as matérias-primas para produção de fertilizantes, esse novo arranjo valoriza a característica de hub logístico do Espírito Santo e de Aracruz.

“A nova operação com fertilizantes reforça o nosso posicionamento como um porto multipropósito e aumenta nosso share de atuação no segmento, além de contribuir para fortalecer o município de Aracruz como um hub logístico importante no Espírito Santo e no Brasil. Contando ainda com o diferencial dos benefícios promovidos pela Sudene e outros incentivos, que são um atrativo a mais para os novos negócios na região”, salienta Alexandre Billot Mori, gerente executivo de Operações do Portocel.

Nos últimos anos, Aracruz ganhou atratividade para investimentos ligados à logística principalmente pelos reforços em infraestrutura e incentivos fiscais. A cidade conta com portos em operação– Portocel e o TABR (Terminal Aquaviário de Barra do Riacho)– e terá a partir de 2025 o Imetame Porto Aracruz, que receberá navios de grande porte. Além de estar na região contemplada pelos incentivos fiscais da Sudene, Aracruz recebeu a primeira Zona de Processamento de Exportação privada do país, que concede benefícios para empresas exportadoras.

Por isso e muito mais, a cidade é uma das grandes apostas para o Espírito Santo nos próximos anos. Foto: Divulgação. Fonte: https://www.folhavitoria.com.br/economia/mundo-business/2024/01/31

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *