Carros elétricos chineses se acumulam em portos por toda a Europa
Economia

ENCALHE – Carros elétricos chineses se acumulam em portos por toda a Europa

 

 

 

  

  

 

 

 

Nos portos europeus, veículos importados estão se acumulando, transformando-os em verdadeiros ‘estacionamentos’. Fabricantes de automóveis e distribuidores enfrentam desaceleração nas vendas e gargalos logísticos, incluindo a escassez de motoristas de caminhão.

Executivos do setor portuário e automotivo apontam o excesso de carros elétricos chineses como uma das principais causas desse problema. Algumas empresas reservam horários de entrega de transporte marítimo sem solicitar o transporte subsequente.

Além disso, fabricantes de automóveis em geral estão com dificuldades para solicitar caminhões devido à falta de motoristas e equipamentos para movimentar os veículos.

O Porto de Antuérpia-Bruges, cujo porto em Zeebrugge é o mais movimentado da Europa para importação de carros, relata que os distribuidores de automóveis estão usando os estacionamentos dos portos como depósito. Em vez de armazenar os carros nas concessionárias, eles são coletados diretamente no terminal de carros. Essa situação de congestionamento afeta todos os principais portos de carros, embora a origem específica dos veículos não seja especificada.

Os fabricantes chineses de veículos elétricos também contribuem para o problema. Alguns carros elétricos de marcas chinesas permanecem parados nos portos europeus por até 18 meses. Alguns portos chegaram a exigir que os importadores fornecessem prova de transporte subsequente. Um especialista em logística de carros observa que muitos dos veículos descarregados simplesmente permanecem nos portos até serem vendidos a distribuidores ou usuários finais.

Cui Dongshu, secretário-geral da Associação Chinesa de Carros de Passageiros, reconhece que o transporte fluvial nos mercados europeus é desafiador para as marcas chinesas de veículos elétricos. Ele enfatiza a necessidade de melhorar os serviços pós-venda e adota uma abordagem mais estratégica na exportação de carros.

A BLG Logistics, empresa que opera o terminal de manuseio de carros no porto alemão de Bremerhaven (o segundo mais movimentado da Europa para veículos), relata tempos de permanência mais longos após o governo federal da Alemanha interromper os subsídios para a compra de veículos elétricos em dezembro do ano passado.

O congestionamento nos terminais de carros ocorre à medida que muitos fabricantes chineses, como BYD, Great Wall, Chery e SAIC, planejam expandir suas exportações para a Europa. Em 2023, as exportações de carros da China foram 58% maiores do que no ano anterior, remodelando significativamente o mercado de veículos. Nos primeiros meses deste ano, os principais destinos de exportação de carros elétricos chineses incluíram Bélgica, Reino Unido, Alemanha e Países Baixos.

Apesar das acusações de “sobrecarga”, o ministro do comércio da China, Wang Wentao, defende a posição dos grupos chineses. No entanto, essas empresas ainda enfrentam desafios logísticos ao montar equipes na Europa e priorizar seus pedidos de transporte;

“A falta de caminhões” é um “problema muito comum”, disse uma pessoa familiarizada com a situação, que acrescentou que muitos veículos haviam sido “reservados pela Tesla”.

“Qualquer nova marca enfrentará esse problema, se você não tiver escala, se não tiver entregas regulares, então você não é o maior cliente [dos grupos de transporte]”, acrescentaram.

A situação gerou um efeito cascata nos navios que descarregam carros. A United European Car Carriers, uma operadora de transporte marítimo de veículos com sede em Oslo, relatou “experiências frustrantes”, com seus navios enfrentando atrasos nos portos italianos de Livorno e grego de Pireu devido a congestionamentos nos terminais.

Esse congestionamento é o mais recente desafio para o sistema global de transporte de carros acabados. O setor já vinha lidando com meses de escassez de capacidade em navios, impulsionada pelo aumento das exportações de veículos chineses, que resultou em um aumento de 17% nos movimentos de veículos de longa distância em comparação com o ano anterior. Além disso, os desvios após ataques no Mar Vermelho também contribuíram para alongar os tempos de viagem dos navios. Fotos: Pixabay. Fonte: https://terrabrasilnoticias.com/2024/04/niveis-alarmantes-carros-eletricos-chineses-se-acumulam-em-portos-por-toda-a-europa/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *